Quando o dia começa mal




Então você sabe aquelas manhãs quando nada parece dar certo? Você derramar café na camisa nova que você acabou de colocar em dez minutos atrás. 
você sabe exatamente que tipo de dias eu estou falando. Sou profundamente grata por alguns dos meus dias terem sido marcados por desastres reais e ameaçadores à vida. Mas uma série de pequenas catástrofes ou disputas familiares pode me confundir em uma confusão emaranhada. Meus nervos estão no limite. Meu coração fica desanimado. E minhas esperanças para o dia se espalham como migalhas na mesa da cozinha.
Às vezes isso tudo acontece antes do café da manhã.
Quaisquer que sejam as circunstâncias exatas desses contratempos, acabo sempre no mesmo espaço emocional: a frustração esmagadora. As coisas estão fora  de controle, e minha frustração é apontada para qualquer número de pessoas que contribuíram para o caos. Mas honestamente? Minha raiva mais profunda aponta para mim porque não lidava bem com a situação estressante.   Eu perdi a calma. Eu perdi a paciência. Eu perdi minha coragem.
Eu não sei sobre você, mas quando eu entro nesses momentos loucos - esses dias em que parece que nada está indo do meu jeito - eu sigo em uma de duas direções.   Às vezes, embarco em um trenó de autopiedade, seguindo rapidamente e violentamente para baixo. Eu alimento os sentimentos negativos, espero que coisas mais ruins aconteçam, e me transformo em um destroço esquisito, mal-humorado e autocontemplado.
Estou aprendendo que, no meio de todas essas emoções negativas e pensamentos em espiral, posso fazer uma escolha diferente: em   vez de desmoronar nessas mentiras, posso reagir com a verdade.
Meu dia inteiro não precisa ser um desastre - mesmo que muitas coisas estejam dando errado. Porque ali mesmo - mesmo nos meus momentos mais desgastados, frustrados e furiosos - Deus ainda está presente. Ainda no controle. Ainda disposto a me encher com o Seu Espírito de paz no meio da tempestade.
Então, ao invés de sentar-se na auto-piedade e se transformando em prática de alvo para as mentiras de Satanás, estou aprendendo a redefinir os meus pensamentos e meu coração com as verdades da Palavra de Deus.   (Eu também estou convencido de que Deus criou chocolate para esses momentos.)
Abaixo está uma lista a que recorro quando preciso desses momentos de reinicialização.   Compartilho as mentiras que minha mente começa a refazer nos dias ruins - e os versículos da Bíblia que me ajudam a enxergar através deles.   Espero que eles possam dar-lhe perspectiva para os seus próprios dias confusos. Só porque as circunstâncias se desenrolam ao seu redor, não significa que o seu coração também tenha que desmoronar. 

Lie # 1:  Este dia está fora de controle. Você está fora de controle. Tudo está fora de controle!
A verdade : “Portanto, não temas, porque estou contigo; não fiques desanimado, porque eu sou o teu Deus. Eu vou te fortalecer e te ajudar; Eu te sustento com a minha destra direita ” (Isaías 41:10).
Mentira 2: Você não lidou bem com as coisas, então Deus está com raiva de você.
A verdade: "Mas tu, SENHOR, és um Deus misericordioso e clemente, tardio em irar-se, e abundante em amor e fidelidade" ( Salmos 86:15).
Mentira 3: Se Deus realmente te ama tanto, Ele não deixaria essas coisas acontecerem.
A verdade: “O SENHOR cumprirá os seus planos para a minha vida - pois o teu amor fiel, ó SENHOR, dura para sempre” (Salmo 138: 8) e “ Também podemos nos regozijar quando nos deparamos com problemas e provações, pois sabemos que eles nos ajudam a desenvolver a resistência. E a perseverança desenvolve força de caráter, e o caráter fortalece nossa esperança confiante ” (Romanos 5: 3-4). 
Mentira # 4: Você está por sua conta.   Ninguém realmente se importa com o seu dia ruim, então supere isso.
A verdade: “Então Jesus disse: 'Vinde a mim, todos os que estão cansados ​​e carregam fardos pesados, e eu vos darei descanso'” (Mateus 11:28).
Mentira 5: Você não pode mais fazer isso. Você também pode desistir.
A verdade: “A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2 Coríntios 12: 9).
Mentira # 6:  é impossível. Nada pode melhorar este dia.
A verdade: Deus pode responder a esta oração: “Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito inabalável. Não me jogue da sua presença nem tire seu Espírito Santo de mim.   Restaure-me a alegria da vossa salvação e conceda-me um espírito voluntário para me sustentar ” (Salmos 51: 10-12). 
E você?   Você tem certas mentiras que mexem em seu coração quando seus dias ficam de cabeça para baixo?   Você tem passagens bíblicas favoritas que o ajudam a recuperar o fôlego depois de momentos fora de controle?   Eu adoraria ouvir sobre eles. Então deixe um comentário abaixo - e talvez eles encorajem alguém a passar por “um daqueles dias”!
Amy Tol

Resenha: ídolos do coração

Livro da escritora Elyse Fitzpatrick da editora Vida nova

A idolatria é o pecado mais discutido nas Escrituras.
Uma das primeiras narrativas sobre o assunto é a história de Raquel. Embora nossa guerra contra o pecado só termine quando chegarmos  ao céu, Deus é fiel a nos capacitar em crescer em santidade.
precisamos diariamente de uma auto-avaliação: de que preciso para que minha vida tenha sentido ou felicidade?
ídolos não são somente estátuas, são amores, pensamentos, desejos, que nos levam a pensar que somente com eles seremos felizes.
O Espírito Santo é fundamental para nos ajudar nesta batalha.
A verdade maravilhosa é que todos os nossos anseios são preenchidos em cristo. Ele veio para nos dar vida com plenitude. Ele nos satisfaz ao afastar o nosso coração desse desejos.
lembre-se de que seus anseios mais intensos, as coisas pelas quais você é mais apaixonado, definem, em última análise, sua adoração.
Como devemos tratar os ídolos que encontramos em nosso coração? É assustador imaginar que, se lhe permitirmos exercer poder em uma área pequena e aparentemente sem importância, sua influência e força crescerão até que ameacem encobrir nosso amor por Deus. Como Paulo diz, pelo poder do Espírito devemos mortificar as práticas da carne (Rm 8.13). Devemos matá-las.
Confissão e arrependimento são o caminho para matar os ídolos.



Uma simples resenha do que você vai encontrar neste livro.
Ao fim de cada capítulo são apresentadas algumas perguntas de auto análise. Perguntas bastante confrontadoras.


Minhas resposta eu escrevo em um caderno, caso eu venha emprestar o livro.

E por fim o livro traz todos os versículos citados.



E você, qual livro está lendo?



Depressão



Depressão: Só quem já passou consegue entender quem está passando!




“Por que você está tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus.” (Salmos 43.5)
Alma abatida e perturbada – essa é uma boa definição para a depressão. Lembro-me bem do que senti em certa fase da minha vida: isolamento, medo, tristeza profunda, insegurança e por aí vai... Eu poderia unir minha voz e fazer eco às palavras do salmista no salmo 42: 
  • Minhas lágrimas têm sido o meu alimento de dia e de noite (v. 3).
  • Choro angustiado (v. 4).
  • Abismo chama abismo (v. 7).
E ele, como eu, também tinha de lidar com as pessoas que perguntavam: “Onde está o seu Deus?”.
Existem muitas ideias falsas e preconceitos sobre a depressão. Há pessoas que afirmam que:
  • Cristão de verdade não fica deprimido.
  • Depressão é um problema espiritual.
  • Tomar remédio demonstra “falta de fé” de que Deus vai curar.
É interessante notar que a pessoa que escreveu os salmos de número 42 e 43, com essas características de depressão, era um homem profundamente dedicado ao Senhor – ele ia saltando à frente das paradas de sua época, louvando a Deus com toda a força dos pulmões. A multidão se animava e ia atrás dele, também cantando e bendizendo ao Deus Soberano.

Se olharmos no livro de Reis, também vamos ver que depois da grande vitória que ocorreu no monte Carmelo, quando Deus fez cair fogo do céu, Elias entrou em profunda depressão (1 Reis 18 e 19). Ele estava tão mal que pediu a Deus para morrer. O Senhor, conhecendo a condição de sua alma, não o repreendeu, mas deu-lhe água, comida, falou-lhe com voz suave e mostrou-lhe que não estava sozinho e abandonado, a despeito de como se sentia. E ali, deu-lhe também uma nova visão de ministério.


Podemos tirar dessa passagem inúmeras lições, e uma delas é a de que somos corpo, alma e espírito e precisamos tratar de cada uma dessas três áreas.


Motivos  
Por que você está assim tão triste, ó minh’alma?


Minha oração durante aquele tempo em que sofri com depressão era a mesma do salmista: 


– Por que, Senhor, por quê?


Às vezes o motivo é explicável, detectável e lógico. Por exemplo, quando alguém passa por alguma perda significativa como a de um ente querido, da saúde, do emprego, do casamento, é praticamente esperado que ocorra, por um período, algum tipo de depressão. Além disso, também sabemos que passar por traumas, abusos, rejeições durante a infância e a adolescência pode, mais tarde, resultar em sérios problemas emocionais (não significa que todos os terão, mas alguns sim). São consequências, digamos, até previsíveis de ocorrer em algum momento da vida.


No entanto, eu não tive nada desse tipo, nem no passado, nem no presente. Minha infância foi muito feliz. Recebíamos muito amor em nosso lar. E hoje eu tenho a família que pedi a Deus. Naturalmente temos nossos problemas, como todos, mas nos amamos muito e corremos sempre ao Senhor para resolver qualquer situação que nos ocorra.


Outra causa explicável é a saúde física. Sou enfermeira por profissão e reconheço que existem muitas causas físicas para a depressão. Há, para a mulher, alguns momentos típicos na vida, como após o nascimento de um filho ou durante a menopausa, em que é comum o desequilíbrio hormonal causar algum tipo de abalo emocional, e entre eles está a depressão. Outras possíveis causas podem ser: disfunção da tireoide, algum tipo de alergia ou até mesmo efeito colateral de algum remédio. A depressão em si é um problema fisiológico, pois foi cientificamente comprovado que se trata de um componente químico do cérebro que vai se desgastando e precisa ser renovado.

Pela terminologia da palavra pode-se também dizer que de-pressão implica estar debaixo de algum tipo de pressão. E nem há como numerar a lista de motivos que podem nos pressionar. Entre eles também estão culpa, pecado ou fracasso.

Eu não estava sob nenhuma pressão externa, fosse do marido, das filhas, da missão ou de Deus, mas eu mesma estava colocando um grande peso sobre mim.


Fazendo um rápido retrospecto de minha vida, aceitei a Jesus como meu Salvador com oito anos de idade. Aos 12 eu já queria ser missionária. Deus me deu um marido com o mesmo desejo. Chegar ao Brasil era para mim a realização de um sonho de muitos anos. Eu queria ser a melhor esposa, a melhor mãe e a melhor missionária possível. E era aí que estava o foco do meu problema. Não que o alvo não fosse certo: o ponto é que eu não estava conseguindo! 


A descoberta da causa
“Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus” (Salmos 42.11). 
Depois de um ano de sofrimento, minha depressão foi embora e, graças a Deus, não voltou mais. Já faz 30 anos que tudo isso aconteceu. Sei que algumas pessoas já sofrem há bem mais tempo do que eu sofri. Quero, porém, dar esperança àqueles que talvez pensem que vão ficar doentes pelo resto de sua vida. Era como eu pensava em meio à minha depressão, e faz parte dos sintomas da doença.


Durante aquele tempo em que tive depressão e buscava e esperava pela cura, comecei a entender, pela primeira vez na vida, o significado da graça de Deus. Ele não nos diz: “Amo você porque...”. Tampouco “Eu vou amar você quando você fizer tal coisa, ou se fizer tal coisa”. Ele diz: “Eu amo você”. Ponto final! E Ele vai além e acrescenta que nada pode nos separar do amor que Ele tem por nós (Romanos 8.38-39).


A vida cristã se inicia pela graça (Efésios 2.8-9: Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie) e é dependente da graça que devemos continuar a viver. Ocorre que muitas vezes passamos a depender de nossa própria força e a contar mais com nossas próprias habilidades do que com a graça de Deus. Descobri, então, que é heresia dar mais ênfase àquilo que eu faço para Deus do que àquilo que Deus faz por mim. Antes da minha depressão eu servia ao Senhor por obrigação. Agora faço por amor e posso dizer que as lições que Deus me ensinou durante aquele período, apesar de difíceis e sofridas, foram tão significativas que não as troco por nada deste mundo.


Eu poderia dizer muitas coisas, mas creio que o mais importante é deixar registrado que, seja qual for a causa da depressão – física, emocional ou espiritual –, uma grande dose da graça de Deus será sempre bem-vinda, indicada e necessária. 


Termino deixando aqui uma preciosa promessa que me acompanhou durante aqueles atribulados meses:


“O Deus de toda a graça, que os chamou para a sua glória eterna em Cristo Jesus, depois de terem sofrido durante um pouco de tempo, os restaurará, os confirmará, lhes dará forças e os porá sobre firmes alicerces. A ele seja o poder para todo o sempre. Amém.” (1 Pedro 5.10-11)

Texto com permissão da Revista Lar Cristão

Alma aprisionada


Alma aprisionada


Quando falo sobre alma sempre me vem a mente, Davi. Em seus Salmos ele demonstra tanto isto, parece ele ser um doutor no assunto.
Falar em alma aprisionada é falar em sentimentos e ou emoções que estão servindo de cárcere a ela.
Precisamos nos examinar como aconselhou Paulo. Precisamos estar atentos aos sentimentos que tem nos dominado.
Por muito tempo minha alma esteve aprisionada, mas até então eu julgava ser meu temperamento, culpava as pessoas à minha volta, e muitas vezes até mesmo Deus; porque Ele fazia pelas outras pessoas e por mim nada? Até eu entender que minha alma estava aprisionada. Então fui em busca da libertação dela.

Tira a minha alma da prisão, para que louve o teu nome; os justos me rodearão, pois me fizeste bem.
Salmos 142:7

Tantos sentimentos pode estar aprisionando sua alma. Daria um livro, mas vou falar sobre alguns e você pode se identificar. E caso você se examinou, descobriu qual sentimento está aprisionando sua alma e ele não se encontra na lista, me escreva que tentarei falar mais. Em minha loja virtual, tenho um breve estudo sobre estudos que aprisionam a alma.

Pode uma alma ficar presa?

Pode. Uma alma presa não é capaz de louvar a Deus, pois não possui a liberdade de expressar-se em sua plenitude o que sente pelo seu Deus. Ex.: Sal. 137. 1-4

1- A 1ª prisão é a do ressentimento.
Sal. 129. 1-4
Na nossa alma ficam armazenadas todas as experiências de nossa vida. Muitas vezes por não liberarmos o perdão somos aprisionados pelos verdugos de nossa alma e de nossa consciência. Por causa de nosso ressentimento somos aprisionados por laços de ressentimento, fazendo com que nossa alma fique amarrada, impedindo nosso crescimento espiritual. Perdoar é liberar nossa alma para vivermos a plenitude de Deus. Perdoar significa deixar livre, soltar as amarras, libertar-se, despedir sem paga, Perdão não pode ser só de boca, mas de toda alma. Perdoar não é só um sentimento, mas um mandamento divino, abundante e irrestrito. Mat. 18. 32-35  

O PERDÃO É COMPOSTO DE DOIS ELEMENTOS:
a. Natural – Origina-se no próprio homem
b. Sobrenatural – Ë de competência divina.
A parte que cabe a Deus é o milagre. Deus opera o milagre no assunto do perdão, restaurando a alma, as emoções, o amor próprio, modificando o senso pessoal de justiça, libertando da amargura, curando o inconsciente. Esse mover sobrenatural de Deus exige, no entanto, a condição de que se faça a parte que cabe ao ser humano. Lembre-se, o perdão, é uma escolha, é um ato de obediência à ordenança de Deus, o qual só fará o milagre quando o homem cumprir o que lhe cabe no processo de perdão.

O QUE ACONTECE QUANDO UMA PESSOA NÃO PERDOA?
a.  Quem não perdoa é prisioneira do seu passado.
Perdem a capacidade de viver do presente. Daí porque se fere tanto, pois diante de cada atitude ele revela dificuldade em analisar a situação como de fato ela é no momento. Ele encara o presente com os olhos do passado.
b.  Quem não perdoa é prisioneiro das pessoas do passado.
Estar com sua mente constantemente cheia das lembranças daqueles que foram instrumentos de mágoas. (dorme, acorda, tomar café com a pessoa na mente).
c.  Quem não perdoa é prisioneiro da mágoa.
É comprovado cientificamente que uma grande parte (80%) das enfermidades físicas é de origem psicossomática.
Li sobre uma mulher que vivia prisioneira em uma cadeira de rodas sofrendo de artrose pelo fato de não conseguir perdoar alguém que a magoara muito. Após ser ministrada sobre a importância do perdão, no ato da vontade ela decidiu perdoar o seu ofensor, então algo extraordinário aconteceu, ela curada instantaneamente levantando-se da cadeira de rodas, passou a glorificar a Deus. 
Quem não perdoa é atormentado por demônios (Mt 18:4)


2- A 2ª Prisão é a do complexo de inferioridade
Muitas pessoas estão presas a um complexo de inferioridade, onde a única coisa que pensamos acerca de nós mesmos é: não vamos conseguir, não podemos, não adianta, não vai dar certo, é idiotice insistir.
O diabo joga em nossa mente um complexo de rejeição que nos impede de viver uma vida plena na presença de Deus. Fazendo com nossos relacionamentos se tornem difíceis e nosso convívio familiar e profissional e até mesmo conjugal se torne insuportável. Existe uma solução para tornarmos aceitáveis a nós mesmos. Chama-se doutor Espírito Santo. O remédio é a palavra de Deus. O consultório é o seu lugar secreto de oração. História da moça que era serva de Deus, mas possuía um complexo de rejeição.
Como Imagina o homem em sua alma assim ele é. Prov. 23.7

3- A 3ª prisão é a do pecado.
Três Palavras definem pecado:
Errar o alvo: è aquele pecado que cometemos muitas vezes por fruto de ignorância ou por fruto da debilidade humana. Rom. 7.15
Transgressão ou Delito: Literalmente é ir além dos limites - è aquele pecado pré-concebido, programado e esquematizado de maneira presunçosa e obstinada. Ex.: Davi e Betseba. A pessoa acha que fazendo as escondidas ninguém vai ver, mas Deus tudo ver. Pecado consciente o Espírito não age mais.
Dívida é o mesmo que Débito. Mat. 6.12 “Perdoa nossas dívidas” ... è como se o diabo tivesse nas mãos uma nota promissória de nossa dívida e com ela nos acusasse dia e noite. Mas Paulo diz em Col. 2.14,15.
Jesus na cruz disse está consumado= Tetelestai, isto é está pago.


3-A 4ª Prisão é a da Opressão Espiritual.
OPRESSÃO
Atuação de demônios sobre a vida das pessoas, assediando-as de forma externa, com sugestões, tentações e ainda com problemas físicos de origem maligna.
SINTOMAS DE OPRESSÃO – Os sintomas mais freqüentes de uma pessoa que está sendo oprimida são:
Mania de perseguição, perda de auto-estima, desânimo para a vida (depressão), abrasamento sexual doentio, medo doentio e irracional, ódio e ressentimento, dores de cabeça e outros incômodos nos momentos de leitura da Bíblia e de oração, impaciência durante os cultos e desejo de isolamento dos irmãos da Igreja.
*** Cuidado nem todos os sintomas citados são exclusivos da opressão, podem haver causas orgânicas que precisam ser tratadas.
***O desejo de suicídio é uma forma de duvidar da providência de Deus em mudar os fatos e no perdão de Deus em relação aos nossos erros.
CAUSAS DE OPRESSÃO – São as causas mais freqüentes de assédio dos espíritos malignos:
Prática de pecados, pecados ocultos não confessados, ressentimentos, ira, inveja ou amargura guardados, abandono de uma vida de oração, deixar de lado a leitura da Bíblia, sair do convívio dos irmãos da Igreja e dúvidas em relação à Deus e Seu poder (falta de fé).
10 PASSOS PARA LIBERTAÇÃO
1.      Querer ser liberto ( usar direito de livre arbítrio).
2.      Desejar Jesus como Senhor e Salvador.
3.      Quebrar todos os vínculos com entidades e rejeitar os pactos feitos anteriormente com espíritos malignos.
4.      Confessar a Jesus como seu Senhor, ser batizado e firmar uma aliança com Ele.
5.      Rejeitar toda “base legal” que o inimigo ainda tenha em sua vida ou dentro de sua casa.
6.      Rejeitar tudo que lhe foi dado pelo inimigo e nunca ter medo do passado.
7.      Ler a Bíblia, orar diariamente e manter comunhão com a Igreja
8.      Buscar comunhão com Deus e encher-se do Espírito Santo.
9.      Ser fiel aos ensinos bíblicos.
10.  Andar em santidade evitando as más companhias.


O inimigo das nossas almas, também é conhecido como pai da mentira, então esta é uma das suas especialidades, tentar introduzir na sua vida , mentiras que levam ao roubo espiritual.
  Quantas pessoas se acham incapazes de ter um casamento, ministério, uma empresa, uma boa casa, carros e outras coisas porque o diabo colocou no seu sentimento que ela não pode ter estas bênçãos.
   Se existe alguém que pode ter toda a sorte de bênçãos espirituais, este alguém é VOCÊ! Permita que esta palavra da verdade te liberte de todas as mentiras que satanás e seus enviados tentaram colocar na tua alma para te  fazer parar, você vai ser livre através desta verdade espiritual que é a palavra de Deus em nome de Jesus.

Virtude- Fortaleza



Jesus ilustra belamente a virtude da fortaleza, e é por isso que salvei Mateus 26 para o final. É uma escritura de cortar o coração e poderosa que não pode ser ignorada.
Jesus estava cansado até a morte, e ainda assim ele insistiu por causa de Seu amor pelo Pai. Ele estava suando sangue, Ele estava chorando como qualquer um de nós faria, Ele estava extremamente triste, e Ele estava disposto a mostrar a cruz diante dEle.
Seguir em frente numa situação difícil nunca é fácil, mas quando fazemos isso com fé, trazemos glória a Deus.
Que possamos estar sempre dispostos a não apenas orar, mas também a aceitar a vontade de Deus em nossas vidas. As palavras: “Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu”, és bastante simples para recitar, mas vivê-los chama-nos para apanharmos diariamente a nossa cruz e trocarmos os nossos planos por ele.

Não seja a minha vontade, mas a tua vontade - Mateus 26: 36-56

Jesus ilustra belamente a virtude da fortaleza. Ele estava cansado até a morte, e ainda assim insistiu por causa de Seu amor pelo Pai. Quando oramos, podemos pedir a Deus para remover uma situação da nossa vida, mas se Ele escolher permitir que essa situação prevaleça, devemos aceitar a comissão diante de nós com coragem e força. Seguir em frente numa situação difícil nunca é fácil, mas quando fazemos isso com fé, trazemos glória a Deus.
Que possamos estar sempre dispostos a não apenas orar, mas também a aceitar a vontade de Deus em nossas vidas. As palavras: “Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu”, és bastante simples para recitar, mas vivê-los chama-nos para apanharmos diariamente a nossa cruz e trocarmos os nossos planos por ele.
Tecnologia do Blogger.

Rádios que ouço

Rádio Palavra de Vida - Rádio Evangélica que toca em seu coração WEB RÁDIO RGA

Participo