Sabedoria para viver bem



Para semearmos qualquer relacionamento, a iniciativa deverá ser sempre da gente.Deus tem um prazer imenso nesses relacionamentos, senão vejamos Adão e Eva no éden.
Não devemos impor ao nosso próximo o ônus da ação, oferecendo a ele aquilo que você deseja para si.

Veja, no Antigo Testamento, havia os mediadores, entre Deus e os homens e os sacerdotes, entre os homens e Deus.
Com Cristo, o véu do santuário se abriu e Ele nos permitiu, com ousadia e intrepidez, relacionarmos com Ele de forma direta.
E uma importante ação de relacionamento com Deus é a oração e nela o Pai vê a nossa sinceridade de coração (contrito). Veja que não há oração forte, não nos deixemos inflar por emoções e discursos positivistas. O comportamento diante de Deus deverá ser claro e direto.
Ele diz que está entre nós, no nosso meio e como busca incessante do aperfeiçoamento da obra iniciada em nós, precisamo-nos colocar diante dele pedindo um coração reto e puro, restaurando a alegria da salvação.
Deus nos exorta a promovermos a paz entre os relacionamentos: Romanos, 12:18.
Hoje, exatamente hoje, com quem você se relacionou? Como você as tratou? O que você ofertou de Deus a essas pessoas? 
Assim, precisamos nos relacionar com sabedoria, já que ela faz parte da santificação (Ef.4:15 e 31) e crescer com aperfeiçoamento e conteúdo. Retire toda amargura do seu coração, perdoe já que o perdão cura e restaura.
Precisamos ter relação consigo mesmo, sendo sensato no auto conceito e não ser exagerado (Is. 5:21 e Rm 12:3), para não nos tornarmos arrogantes.
A auto-imagem negativa nos pré-dispõe ao fracasso (Lam 3:18 e Prov 24:10). Devemos ter um auto conceito equilibrado ( I Cor 15:10 e Rm 12:3). Tenha um relacionamento com Deus de forma sábia (Prov 9:10 e Deut 6:5), com conhecimento.
Agora, relacionamentos não são somente com os irmãos, mas com todos os de fora da igreja (Cl 4:5 e Mt 5:16). Brilhe em você a luz do Pai aos de fora da igreja para que vejam as boas novas do Evangelho de Cristo.
Nos seus relacionamentos com os da igreja, proceda-os com amor (Rm 12:10), suportando e perdoando (Cl 3:13), sujeitando-nos (Ef 5:21), confessando (Tg 5:16), edificando ( I Ts 5:11), levando a carga do outro (Tiago 4:11), dedicando-nos uns aos outros (Rm 12:10), tendo a mesma conduta um para com os outros (Rm 12:16).

Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união! É como orvalho do Hermom (Sl 133).

Lembre-se que para colher, primeiramente, precisamos semear e inicia-se a semeadura através de todos os nossos relacionamentos. 
Plante amor, colha bênçãos !

Texto de Álvaro Toledo

Tecnologia do Blogger.

Rádios que ouço

Rádio Palavra de Vida - Rádio Evangélica que toca em seu coração WEB RÁDIO RGA

Participo