Deus é quem faz!

Participação do blog




Uma igreja de certa cidade norte americana trabalhou muitos meses para realizar três noites de cruzada evangelística. Eles queria realizar um evento daqueles que marcam época. Para isto eles conseguiram o estádio de futebol da cidade, alugaram um grande palco e equipamentos de som em casas especializadas em grandes eventos, convidaram cantores de renome nacional... Mas ainda faltava o principal: O pregador. E como eles estavam afim de marcar época, eles lutaram até conseguir um bom pregador e conseguiram. O pregador que eles conseguiram para as três noites de cruzada foi o evangelista Billy Graham.

Agora com tudo acertado só restava trabalhar na parte de divulgação. Eles puseram anúncios em jornais, em rádios, Tvs, cartazes e mais cartazes em cada esquina e parede de casas comerciais em sua cidade. O cartaz dizia: “Venham participar da grande cruzada dos milagres! O grande homem de Deus, Billy Graham, estará orando. E quando ele ora, os milagres acontecem”. Não houve uma só pessoa cristã ou não cristã ali nas redondezas daquela cidade que não tenha ficado sabendo que Billy Graham, o homem que ora e o milagre acontece, estaria pregando três noites no estádio de futebol daquela cidade.

O grande e esperado dia chegou; era a primeira noite da cruzada. O estádio estava lotado! Não havia espaço para mais ninguém. Os cantores cantavam preparando o coração das pessoas para a pregação da palavra... Billy Graham chega e toma acento esperando chegar a sua hora. O condutor do culto então chama Billy para pregar; é a primeira noite. Billy prega uma mensagem arrebatadora! Daquelas que a sensação que se tem é que o céu desceu no local. Billy chama os enfermos e doentes à frente para que recebam oração. Milhares de pessoas vão à frente. Nesta oração, paralíticos e cegos são milagrosamente curados!

Termina a primeira noite de cruzada. O pastor chega para Billy e diz que um motorista particular está esperando ele para leva-lo ao seu quarto no hotel cinco estrelas da cidade. Ao sair do estádio em rumo ao hotel, Billy vê cartazes de divulgação nas paredes dos prédios da cidade que diziam: “Venham participar da grande cruzada dos milagres! O grande homem de Deus, Billy Graham, estará orando. E quando ele ora, os milagres acontecem”. Enquanto ele vê os cartazes, em sua mente, como um filme, ele relembra as cenas da primeira noite da cruzada... Os cegos, os paralíticos... Ele orou e eles foram curados.

Chegando no hotel mais luxuoso da cidade, Billy sobe até sua suíte e liga um rádio para ouvir enquanto toma seu banho e ouve o anuncio: “Venham participar da grande cruzada dos milagres! O grande homem de Deus, Billy Graham, estará orando. E quando ele ora, os milagres acontecem”. Acompanhando o anuncio, uma espécie de relatório informava os números da primeira noite de cruzada. Dizia quantos paralíticos andaram, quantos cegos enxergaram... E Billy ouvia a tudo enquanto em sua mente, como um filme, relembra as cenas da primeira noite da cruzada... Os cegos, os paralíticos... Ele orou e eles foram curados.

Saindo do seu banho, Billy liga uma Tv para ver o noticiário enquanto faz seu jantar e vê um anúncio que dizia: “Venham participar da grande cruzada dos milagres! O grande homem de Deus, Billy Graham, estará orando. E quando ele ora, os milagres acontecem”. Acompanhando o anuncio, o telejornal local apresentava uma espécie de relatório informando os números da primeira noite de cruzada. Dizia quantos paralíticos andaram, quantos cegos enxergaram... E Billy ouvia a tudo enquanto em sua mente, como um filme, relembra as cenas da primeira noite da cruzada... Os cegos, os paralíticos... Ele orou e eles foram curados.

Na segunda noite Billy sai em seu carro de luxo dirigido pelo motorista particular que a igreja providenciou, vindo do hotel de luxo onde estava hospedado em sua suíte de luxo. Outra vez ele vai pelas ruas e vê os mesmos cartazes dizendo“Venham participar da grande cruzada dos milagres! O grande homem de Deus, Billy Graham, estará orando. E quando ele ora, os milagres acontecem”. Ele chega ao estádio. Estava lotado outra vez. Mas desta vez ao lado de fora havia uma grande multidão. As pessoas foram em massa e agora foi preciso instalar telões do lado de fora do estádio. Era uma noite promissora.

Após os cantores mais uma vez Billy é chamado à pregar. Mas desta vez algo está diferente. A mensagem já não é assim tão brilhante. Billy percebe e decide não esticar a mensagem. Ele sabe que o ponto máximo da noite será a cura dos cegos e paralíticos. Ele chama as pessoas à frente e elas vão. Ele ora... Ele ora insistente e fervorosamente... Mas nada acontece. Nada! Nenhum paralítico está saltitando, nenhum cego chora aos berros de “eu posso ver!” ... Billy não pode acreditar naquilo. Billy vai para o hotel em seu carro. No caminho ele pensa no que aconteceu. Ou melhor: No que não aconteceu.

No caminho ele vê outra vez os cartazes que diziam: “Venham participar da grande cruzada dos milagres! O grande homem de Deus, Billy Graham, estará orando. E quando ele ora, os milagres acontecem”. Ao chegar no hotel, em vez de ligar o rádio, ou a tv, em vez de tomar seu banho e ir jantar, Billy cai de joelhos e em meio as lágrimas começa a orar e perguntar: “Por quê? Por que, Senhor, que eu não consegui curar ninguém hoje”? Ele insistia nessas mesmas palavras e no derramar de lágrimas... adentrou a madrugada e assim ficou por horas. Repetindo: “Por quê? Por que, Senhor, que eu não consegui curar ninguém hoje”?

A madrugada estava terminando... Já um novo dia estava prestes a se iniciar quando Billy, que ainda estava de joelhos ouve passos dentro do quarto, caminhando em sua direção. Eram passos firmes e fortes... Billy não ergue a cabeça, não pergunta quem é.... Ele se mantem calado, só ouvindo. Os passos param bem ao seu lado, como se alguém estivesse ali perto dele. Billy ouve uma voz: “Levante-se, Billy... Hoje você ainda vai pregar”. Eu não posso pregar! Eu estou com vergonha! Ontem eu preguei e nada aconteceu. Foi o que Billy disse. As pessoas estão frustradas... esperavam muito de mim... Mas nada aconteceu.

Então a voz disse: “Billy, levante-se... Hoje você vai pregar e muitos milagres vão acontecer”. E por que eu devo crer que hoje eles acontecerão? Perguntou Billy. E a voz respondeu: “Porque agora você sabe que aqueles cegos que foram curados na primeira noite, não foram curados por você; agora você sabe que aqueles paralíticos que foram curados na primeira noite não foram curados por você”. Fui eu Billy... Fui eu quem os curou”.

Comentário do profetinha: 

A muito tempo eu ouvi este testemunho. Quem me contou atribuiu este fato a vida de Billy Graham. Eu busquei fontes que me dessem a certeza deste testemunho como sendo verídico, e sendo de fato algo ocorrido com Billy, mas não o encontrei. Mesmo assim entendo que esta narrativa pode nos trazer grandes lições. Não farei uma explanação do texto e da história; deixarei a cargo do Espírito Santo de Deus. Que ele fale ao teu coração aquilo que julgar ser necessário. Não deixe de comentar abaixo, nos informando a rica verdade que extraiu desse texto. 

Tecnologia do Blogger.

Rádios que ouço

Rádio Palavra de Vida - Rádio Evangélica que toca em seu coração WEB RÁDIO RGA

Participo