Sou um milagre

A paz do Senhor,
Em janeiro de 2014 fui a uma consulta a um ginecologista e como eu tinha vários miomas no útero ele disse que não poderia mais engravidar e me solicitou diversos exames médicos para podermos realizar uma Histerectomia (retirada do útero).Eu só conseguia orar e pedir a Deus para me curar, pois não queria passar por uma cirurgia.Fiz todos os exames, inclusive um teste de gravidez, que para nossa surpresa, deu positivo. Eu já estava com quase 3 meses de gestação e não sabia.Voltei ao médico com os resultados dos outros exames inclusive o teste de gravidez. Ele ficou surpreso e pediu que depois de 6 meses após o nascimento do bebê eu voltasse novamente.Eu saí de lá agradecendo a Deus pela benção de ser mãe novamente. E meu esposo falando que seria uma menina.Minha gravidez correu tranqüila, logo descobrimos que Deus nos daria uma filha (tenho 2 filhos homens – gêmeos). Ficamos felizes demais.Todo mês ia ao pré-natal, fazia ultrassom, exames e não conseguíamos mais ver os miomas. Estava tranqüila, Deus sabe o que faz e cuida.Sempre comentei que queria ter um parto normal, tinha muito medo de cesariana,(nunca fiz uma cirurgia antes)tinha medo de morrer na mesa de cirurgia.No dia 28 de julho de 2014 fui fazer o último ultrassom e o médico me disse que minha filha não estava ganhando peso. Eu ia completar 36 semanas e ela estava apenas com 1600 kg. Ele perguntou se eu tinha algum parente baixinho ou baixinha na família e mandou que eu procurasse urgente o meu ginecologista.Sai de lá aos prantos, mas imediatamente mandei uma mensagem para minha amiga Vanderléia pedindo oração e explicando o que aconteceu, ela somente me respondeu: “Não se preocupe o Senhor te presenteou com essa benção e ele tem tudo no controle. Creia e estarei orando para você agora mesmo.” Tenho essa mensagem no meu celular até hoje.Consegui marcar uma consulta para meu ginecologista dia 31/07.Quando cheguei lá, ele me examinou, fez exame de todo e disse para eu não preocupar, me recomendou bastante repouso me deu vitaminas para tomar e que voltasse na próxima semana, ele marcaria uma cesariana.Saí de lá e no meio do caminho comecei a sentir algumas dores. Fui para casa e deitei. Mas como as dores estavam ficando piores, fui para a casa de minha sogra (mais ou menos às 15h)A dor apertou, tomei um banho para aliviar, tomei remédios e nada. Ás 18h minha bolsa estourou, minha filha estava nascendo prematura de 35 semanas. Fomos rápido para o hospital, porque além de prematura ela estava sentada, teria que ser uma cesariana, para meu desespero.Oramos ao Senhor e fomos.Chegando ao hospital, a maternidade estava lotada, mas ao me examinarem verificaram que eu estava com 8,5cm de dilatação. Correram comigo para fazer a cesariana. Com muitas dores, troquei de roupa de fui encaminhada para a sala de parto, me anestesiaram e começaram o procedimento. Com muita dificuldade conseguiram tirar minha filha às 20h, pois para nossa surpresa ela estava presa entre os miomas, o que não deixou ela ganha peso.
Quando foi puxar ela, só vi muito sangue espirrar na medica, deixando ela toda suja. Os miomas estouraram. Tentaram estancar o sangue durante quase 2h, mas não estavam conseguindo. A anestesia começou a passar e eu comecei a sentir dores. Os médicos começaram a ficar preocupados e resolveram fazer uma  Histerectomia, pois não conseguiam parar a hemorragia.
A partir daí eu não vi mais nada, os médicos me entubaram, me deram anestesia geral e me levaram para o bloco cirúrgico. Acordei no outro dia no CTI com médicos e enfermeiros tentando me acordar colocando panos mornos no meu corpo para a temperatura aumentar.Falaram-me que eu havia nascido, ressuscitado de novo, pois eu tive um choque hipovolêmico na hora da retirada total do meu útero.Choque hipovolêmico é caracterizado pela perda de grande quantidade de volume sanguíneo e/ou líquidos, principalmente plasma, que  pode levar a morte em poucos minutos. Resulta no fracasso de múltiplos órgãos. (choque hemorrágico)Olhei para os lados e estava cheia de aparelhos, bolsas de sangue e plasma. Recebi 10 bolsas de sangue e 5 de plasma devido a grande perda que tive.Por um momento esqueci-me de mim e só queria saber se minha filha estava viva. Uma enfermeira muito amorosa me disse que ela estava bem e que eu poderia ficar tranqüila que quando saísse de lá iria vê-la.Longos foram àqueles dias no CTI, mesmo cheio de pessoas atenciosas e dedicadas eu me sentia sozinha.Mas Deus nunca me desamparou, quando voltei do susto, eu só tinha uma musica na cabeça;

Deus só me falava que eu era um milagre. Continuei ali por mais 3 dias até que pude começar a andar e me transferiram para a maternidade, ficando ali mais 3 dias.
 Eu ganhei alta dia 04 de agosto mas Sophia continuou internada para ganhar peso.
Mas como disse a irmã, Deus estava no controle de tudo, ele cuidou de mim e cuidava da minha filha. Ia ao hospital todos os dias para amamentá-la, sentir, pegar cuidar. Dia 12/08 ela ganhou alta e pudemos voltar para casa.
Hoje quase 1 ano depois posso dizer o quanto sou realizada. Posso dizer que sou uma mulher marcada por Cristo.
Estou muito bem recuperada, minha filha esta linda e com saúde.
Agradeço a Deus por tudo que Ele tem feito e por tudo que Ele fará na minha vida e através de mim. Agradeço, também, à minha família, aos meus amigos e aos meus irmãos em Cristo, que estiveram ao meu lado com palavras, ações e orações durante todo o meu processo de cura.

Nunca houve noite que pudesse impedir
O nascer do sol e a esperança
E não há problema que possa impedir
As mãos de Jesus pra me ajudar

Haverá um milagre dentro de mim
Vem descendo um rio pra me dar a vida
Este rio que emana lá da cruz, do lado de Jesus

Aquilo que parecia impossível
Aquilo que parecia não ter saída
Aquilo que parecia ser minha morte
Mas Jesus mudou minha sorte
Sou um milagre e estou aqui

Usa-me, sou o teu milagre
Usa-me, eu quero te servir
Usa-me, sou a tua imagem
Usa-me, ó filho de Davi.



Alvani Helena

Tecnologia do Blogger.

Rádios que ouço

Rádio Palavra de Vida - Rádio Evangélica que toca em seu coração WEB RÁDIO RGA

Participo