Prudência - parte 2


Um bom exemplo de prudência é encontrado na história de Ester. 
Ela sabia o que precisava ser feito para o seu povo, mas em vez de se precipitar, ela deu um passo adiante com sabedoria. Ela solicitou a seu povo para jejuar e rezar antes de se aproximar do rei.
Esther me ensina a ser corajosa e a avançar sabiamente. Sua situação não era meramente difícil, era punível com a morte, mas seguiu a vontade de Deus e exerceu a virtude, que permitiu a entrega dos judeus da morte pendente.

Em primeiro lugar, ela leva tempo para acelerar, e embora não seja dito, assume-se que ela rezou. Ela pediu a suas pessoas que agilmente também.
A sabedoria sempre deve ser exercida em situações difíceis. Ele vai de mãos dadas com todas as virtudes. E, por isso, é importante estar em oração e estudar a Palavra de Deus, de modo que agimos com Sua sabedoria e com a Sua.

Outro exemplo de mulher prudente: A mulher de Provérbios 31

O que eu achei mais interessante sobre a mulher Proverbs 31 foi como ela priorizou sua vida. Ela sempre estava pensando nos outros. Ela estava trabalhando para os outros, ela estava acordando diante dos outros, e ela estava vestindo outros.
Ela era um pensador sábio e prático. O verso 26 diz: "  Ela abre a boca com sabedoria; e na sua língua é a lei da bondade ". Isso me leva a acreditar que, como Esther, ela raciocinou as coisas antes de falar ou tomar decisões importantes.
Este foco na prudência me ensinou a considerar com oração e atenção meus passos. A natureza humana me diz que me apresente em coisas, mas a Palavra de Deus me lembra de buscar sabedoria, desacelerar e seguir a vontade de Deus.
Mais importante ainda, essa mulher respeitava e honrou seu Senhor. Quando realmente concentramos nossas vidas em torno da vontade de nosso Senhor, encontramos esperança para o amanhã, independentemente do que hoje traz.
Próxima virtude na segunda-feira

Tecnologia do Blogger.

Rádios que ouço

Rádio Palavra de Vida - Rádio Evangélica que toca em seu coração WEB RÁDIO RGA

Participo